Equipe atual

Pós-doutorandos

Ana Cláudia Figueroa:

Teóloga e Contabilista, graduada pela Universidade Metodista de São Paulo (1990), mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (1993), doutora em Teologia pela Escola Superior de Teologia (2008) e graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Católica de Brasília (2012). Pós-Doutorado (em curso) em Comunicação e Informação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Gestão, Teologia, Educação, com ênfase em Teoria Geral de Planejamento e Desenvolvimento Curricular, Feminismo e Teoria Queer, atuando principalmente nos seguintes temas: Religião e Fundamentalismos, Gestão Escolar, Missiologia, Indigenismo, Educação e Responsabilidade Social.

 


 

Doutorandos

André Corrêa da Silva de Araujo:

É Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Vinculado ao Grupo de Pesquisa Semiótica e Culturas da Comunicação, atualmente cursa o Mestrado, integrando o PPG em Comunicação e Informação da UFRGS na linha de pesquisa Linguagens e Culturas da Imagem.

Bruno Bueno Pinto Leites:

Pesquisador na área de Cinema. Em 2017, defendeu a Tese “Quando a imagem faz sintoma: imagem-pulsão e neonaturalismo no cinema brasileiro dos anos 2000”, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Entre 2014 e 2015 realizou estágio doutoral no IRCAV, Sorbonne Nouvelle – Paris 3. Entre 2016 e 2017, foi professor substituto dos cursos de cinema da UFPel. É pesquisador associado aos seguintes grupos: GPESC – Grupo de Pesquisa em Semiótica e Culturas da Comunicação (UFRGS/RS) e GRUDES -Desdobramentos simbólicos do espaço urbano em narrativas audiovisuais (UTP/PR). Também é produtor de audiovisual. Tem interesse nas seguintes áreas: cinema brasileiro, imagem, filosofia, narrativa e produção cultural. Atualmente é professor do IFRS, campus Alvorada, nos cursos técnicos de Produção de Áudio e Vídeo (integrado no Ensino Médio) e de Processos Fotográficos (subsequente).

Felipe Maciel Xavier Diniz:

Doutorando em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na linha de pesquisa Cultura e Significação. Possui graduação em comunicação social- publicidade e propaganda pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2000) e mestrado em Comunicação e Informação pela UFRGS (2012). É diretor e produtor de cinema e sócio da Modus Produtora de Imagens. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema. Dedica-se principalmente à prática e à pesquisa do cinema documentário. Suas áreas de interesse na pesquisa são cinema, teorias da comunicação, semiótica, estética e audiovisualidades.

Guilherme Gonçalves da Luz:

Mestre em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Graduado em Cinema e Animação pela Universidade Federal de Pelotas. Estudou Bacharelado em Ciências Musicais pela Universidade Federal de Pelotas, curso interrompido em 2011. Atualmente é servidor da Universidade Federal do Rio Grande, ocupando o cargo de Coordenador Técnico da emissora FURGTV. Tem interesse nas áreas de Semiótica, Semiótica crítica, Pós-Estruturalismo, teorias do cinema e Cinema político na América Latina. Possui produção técnica e artística em audiovisualidades em autoria e co-autoria.

Marcio Telles da Silveira:

Doutorando em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Comunicação e Informação pela mesma instituição com o trabalho “A Recriação dos Tempos Mortos do Futebol pela Televisão: molduras, moldurações e figuras televisivas”, agraciado Melhor Dissertação 2014 pelo Prêmio Compós. Integrante do grupo de pesquisa registrado no CNPq GPESC (Grupo de Pesquisa Semiótica e Comunicação). Atua sobretudo nas áreas de Cultura Digital, Teoria, Filosofia e Epistemologia da Comunicação, também com experiência nos seguintes temas: semiótica; materialidades; tecnocultura; jornalismo esportivo; novas mídias; cultura pop (de massa).

Sinara Regina Sandri:

Jornalista. Doutoranda no Programa de Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2016). Mestre em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007). Especialista em História do Brasil pela Universidade Federal Fluminense (2000). Tem experiência na coordenação de assessoria de comunicação no setor público e movimentos sociais, tendo coordenado a Assessoria de Comunicação Social da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (2014). Na fotografia, participou da formação da Agência Brasil Imagem e é uma das idealizadoras do Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre – FestFotoPoA (2007-2015), onde participa da curadoria, além de ser a responsável pela assessoria de comunicação. Na prática de pesquisa, realizou uma investigação no campo da História Cultural com ênfase na construção da memória a partir do uso da fotografia como fonte histórica, em um estudo de caso que investigou o imaginário da reforma urbana em Porto Alegre no início do século XX. Trabalhou na formatação da proposta de implantação do Centro Cultural Palacinho – Fototeca do Rio Grande do Sul. Na experiência docente, atuou no ensino de graduação no curso de jornalismo da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Fabico/Ufrgs). Tem como um de seus focos de interesse o desenvolvimento da linguagem e da prática jornalística no Brasil. Colabora como assistente de curadoria do Acervo Sandra Jatahy Pesavento, no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul. Integra o Grupo de Pesquisa Semiótica e Comunicação (GPESC/Ufrgs), desde março de 2015. Em setembro de 2015, foi integrada a equipe do Projeto Clientelismo e Patrimonialismo nas Políticas de Comunicação Brasileiras do grupo de pesquisa Políticas e Economia Política da Informação e da Comunicação (PEIC) – ECO-UFRJ.

 


 

Mestrandos

Caio Ramos da Silva:

Mestrando na linha de Cultura e Significação do PPGCOM UFRGS. Possui graduação em Comunicação Social – Publicidade pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2012) e graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Integrante do grupo de pesquisa registrado no CNPq GPESC (Grupo de Pesquisa Semiótica e Comunicação). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em publicidade, direção de arte e ilustração. Além disso, dedica-se aos seguintes temas: pós-identidade, teoria queer, filosofia e audiovisual.

Cássio de Borba Lucas:

Mestre em Comunicação e Informação pela UFRGS, na linha de pesquisa Cultura e Significação, com pesquisa acerca das significâncias, intertextualidades e intersemióticas da música sampleada. Graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UFRGS, com pesquisa de iniciação científica sobre o cinema de Julio Bressane e pesquisa para trabalho de conclusão de curso sobre o audiovisual de orquestra. Integrante do Grupo de Pesquisa Semiótica e Culturas da Comunicação (GPESC) desde 2010, tem experiência na área de Comunicação com ênfase em Teorias da Comunicação e Semiótica. Trabalha principalmente com os seguintes temas e teorias: materialidades da comunicação, música e comunicação, traduções intersemióticas e transcriações, dialogismos e intertextualidades da comunicação.

Luiza Müller:

Bacharela em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Integra a equipe do núcleo de Semiótica Crítica pertencente ao Grupo de Pesquisa em Semiótica e Culturas da Comunicação – GPESC.

Luis Felipe Abreu:

Graduado em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Integra a equipe do núcleo de Semiótica Crítica pertencente ao Grupo de Pesquisa em Semiótica e Culturas da Comunicação – GPESC.

Mario Alberto Pires de Arruda:

Mestrando na linha de Cultura e Significação do PPGCOM UFRGS. Possui graduação em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Exerceu atividades junto a Universidade durante todo o período de estudo, sendo em projetos de Monitoria Presencial Acadêmica, em projetos de Extensão ou em Iniciação Científica.


Iniciação Científica

Alessandra Pereira Werlang:

Cursa Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e no coletivo integra a equipe da pesquisa Semiótica Crítica: micropolíticas pós-humanas da comunicação.

Gabriel Nonino:

Cursa Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e no coletivo integra a equipe da pesquisa Semiótica Crítica: micropolíticas pós-humanas da comunicação.

 


 

Estudantes da Graduação e Bacharéis

Julia Gonçalves:

Cursa Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Giuliana Heberle:

Cursa Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Lennon Macedo:

Graduado em Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Suelem Lopes:

Graduada em Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Vinícius Dutra:

Cursa Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: